VIDIA é uma das startups apresentadas em webinar da Eretz.bio

INÍCIO | NOTÍCIAS | VIDIA é uma das startups apresentadas em webinar da Eretz.bio

VIDIA é uma das startups apresentadas em webinar da Eretz.bio

Thiago Bonini, sócio fundador, falou sobre a proposta da marca de integrar paciente, hospital e instituições financeiras; a Eretz.bio é a incubadora de startups do Hospital Albert Einstein

Focada em fomentar o ecossistema de empreendedores que acreditam na inovação para transformar a saúde, a Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Albert Einstein, realizou um webinar em 23 de junho para tratar sobre Financial Health Techs e Acesso à Saúde. Convidada para participar e apresentar suas soluções, a VIDIA teve a oportunidade de explicar como está trabalhando para conectar pessoas, hospitais e instituições financeiras aumentando o acesso da população brasileira à procedimentos cirúrgicos em um formato all inclusive que também visa contribuir para a redução da enorme fila do Sistema Único de Saúde (SUS).

Representando a VIDIA, o sócio fundador da marca Thiago Bonini trouxe um panorama do setor e enfatizou a missão da startup na luta pela ampliação do acesso. “A maior parte da população brasileira depende do SUS que foi desenhado para atender apenas 25% do que precisa atender. Paralelamente temos um sistema suplementar de saúde muito bem formatado, mas que apenas 47 milhões dos quase 210 milhões de brasileiros têm a oportunidade de usufruir”, declarou ao trazer o alarmante dado de que, hoje, a saúde pública tem uma fila de mais de 3 milhões de cirurgias a serem realizadas.

Claudio Mifano, vice-presidente do Hospital Albert Einstein e moderador do encontro virtual, enfatizou a relevância das startups nesse cenário de inúmeros desafios. “Muitas vezes o que a gente precisa para resolver nossos problemas não é dinheiro, mas sim soluções”, apontou. Segundo Mifano, a saúde precisa otimizar a utilização de seus ativos. “O setor tem uma infraestrutura que não é pequena e, muitas vezes, não é bem utilizada”, pontuou.

Essa posição de Mifano vai ao encontro do que prega a VIDIA. Segundo Bonini, os hospitais privados têm capacidade ociosa em seus centros cirúrgicos e podem auxiliar na realização de cirurgias daqueles cidadãos que não contam com um plano de saúde e não conseguem atendimento pelo SUS. “A VIDIA é uma plataforma que surge como uma alternativa para conectar a enorme demanda com uma oferta que sabemos que existe”, disse.

Ao colocar as pessoas, os hospitais e as instituições financeiras em contato, a VIDIA encontra um caminho para sanar tanto a dor do paciente que precisa realizar um procedimento quanto a necessidade de as unidades hospitalares destravarem suas receitas que, hoje, advém prioritariamente de operadoras e planos de saúde. “Conseguimos eliminar o risco de crédito para os hospitais e fazer com que o paciente realize um procedimento na rede privada com valores que cabem em seus orçamentos familiares”, esclareceu Bonini.

Participando do debate, Claudio Terra, diretor de inovação e transformação digital do Hospital Albert Einstein, frisou que é chegada a hora de romper alguns paradigmas da saúde no Brasil. “Demorou bastante tempo para que a saúde saísse desse modelo que considera apenas ou o plano de saúde ou o SUS. Temos boas alternativas que combinam serviços e aproximam as partes em um modelo de mercado mais simétrico. Esse é o início de uma bela revolução, um momento especial para a saúde brasileira”, finalizou.

Além da VIDIA, outras startups também se apresentaram. Participaram a Hygia Bank, a Pipo Saúde e a Pulsar Crédito.

Vidia Assessoria
× Tem dúvida? Me chama pra conversar!